Conheça a lei que proibiu o uso dos botijões de gás em apartamentos


Quando o assunto é gás de cozinha, devemos ter o máximo de cautela para prevenir acidentes que podem ser fatais. Esse gás merece tanto nossa atenção que em 1987 foi criada uma lei na maior cidade da América Latina (São Paulo) com o objetivo de garantir mais segurança para os moradores de apartamentos no município.

Quer conhecer um pouco mais sobre essa lei que evitou centenas de tragédias envolvendo gás em apartamentos nas últimas três décadas? Continue lendo o texto e veja tudo sobre ela.

Quais foram as principais mudanças que essa lei causou?

1 – Para garantir a proteção e a segurança de pessoas e bens nas edificações e construções em geral, onde haja qualquer utilização de gás combustível, ainda que facultativa ou esporádica, deverão ser asseguradas pelo atendimento das normas técnicas, emanadas pela empresa concessionária do referido serviço público, as quais serão aplicáveis a todas as instalações, equipamentos, recipientes e aparelhos para aquecimento ou queima a gás”.

2 – As novas edificações e construções em geral ficam obrigadas a dispor de instalação permanente de gás, assegurando que o armazenamento do gás combustível se processe fora da edificação, bem como possibilitando a utilização de gás proveniente da rede pública”.

Obs.1 As edificações existentes no Município, que forem objeto de reforma ou reconstrução, deverão atender ao disposto neste artigo”.

Obs.2 As edificações existentes no Município, no prazo máximo de 3 (três) anos, ou antes, se forem objeto de reformar deverão atender às normas técnicas oficiais em vigor, emanadas por entidades de reconhecida competência, especialmente as atinentes à segurança de edificações”.

3-Não será permitida a utilização de gás em botijões ou cilindros nas edificações que disponham de instalação interna de gás canalizado, situadas em logradouros já servidos por rede de distribuição de gás canalizado”.

Qual foi a motivação para essa lei ser aprovada?

Existem inúmeros fatores que levaram à aprovação dessa lei, mas os principais motivos são:

A falta de conscientização da população sobre os perigos do gás

Muitas pessoas não sabem que devem fazer um “check-up” periódico nas instalações em suas casas, nem sabem da importância de comprar botijões de uma empresa séria que zela pela qualidade de seu produto. Isso acontece porque a maior parte da população nem sabe que é preciso tomar certas medidas para evitar acidentes com gás, pois muitos acreditam que isso é uma responsabilidade dos distribuidores de gás, e do síndico de seu prédio.

E graças a esse raciocínio muitos acidentes envolvendo botijões de gás acontecem por todo Brasil. Exatamente por causa desses acidentes ocorreu a proibição dos botijões dentro de apartamentos.

A falta do controle de qualidade que havia naquela época

Essa lei foi criada no fim dos anos 80, e como alguns devem lembrar, pouco se falava em normas de segurança naquela época. E como é de se esperar, vários botijões defeituosos foram parar na cozinha das pessoas, “esperando” apenas um momento oportuno para explodir e causar mais uma catástrofe.

O que podemos aprender com ela?

Botijões de gás podem ser muito perigosos

A primeira lição que essa lei nos trouxe é que os botijões de gás, se não armazenados de maneira correta, podem causar vários problemas à vida dos moradores, pois uma explosão pode destruir parte do prédio e às vezes até matar algum morador.

Quando o assunto é gás GLP, todo cuidado é pouco

Se nós relembrarmos um pouco as aulas de química na escola, recordaremos de um fato muito interessante: “as moléculas do gás são bem separadas e, portanto, o seu volume é variável”. Isso significa que em qualquer oportunidade o gás começa a vazar e se espalhar pelo seu lar, ou seja, o menor vazamento pode causar enormes desastres.

E se você possuir algum botijão em seu lar, tenha cuidado redobrado, trocando as mangueiras com certa regularidade.

Conclusão

Mesmo sendo revogada (anulada) em 2017 pelo então prefeito, João Doria, essa lei pode nos mostrar que não estávamos dando a devida atenção á segurança de nossas cozinhas, e certamente ajudou a evitar inúmeros acidentes nesses 30 anos de duração.

E se depois de ler esse texto você gostaria de fazer um Check-up em suas tubulações, entre em contato conosco, pois teremos um enorme prazer em lhe ajudar.