Resina em Tubulações de Gás

A Resina em Tubulações de Gás visa ampliar o leque de serviços ofertados, buscamos novas tecnologias para recuperação de tubulações antigas, com o intuito de resolver mais rapidamente problemas de vazamentos, gerando maior conforto.

Através de parcerias trouxemos da Alemanha, uma metodologia muito praticada na Europa que consiste na técnica de recuperação de instalações de gás (em aço ou ferro galvanizado roscado) através de Método Não Destrutivo.

Essa técnica possibilita a recuperação da tubulação sem a necessidade de quebras e da troca parcial ou total das instalações existentes, através da aplicação de um Vedante resina em tubulações de gás.

A aplicação do vedante (resina) é um serviço rápido, limpo, seguro e econômico, podendo o cliente voltar a utilizar o gás no mesmo dia, após 04 horas de sua aplicação.

O produto (resina) e seu procedimento de aplicação são certificados pelas Normas internacionais DIN 30.659 Folha DVGW G.624 e homologados pela COMGAS, Companhia de Gás de São Paulo.

 

Para sua aplicação seguimos os seguintes procedimentos:
Teste inicial com utilização de equipamentos coluna d´água ou manômetros, conforme Norma NBR 15526 para verificação da proporção do vazamento.

Confirmada a existência de vazamento na tubulação é feito um Teste Pneumático, que é um teste de resistência mecânica da tubulação executado através da pressurização de gás inerte na tubulação a uma pressão de até 10 Kgf/cm2.

Com a aplicação desse teste de resistência poderemos verificar a viabilidade ou não de sua recuperação através da aplicação do vedante (resina).

A aplicação da RESINA é feita de baixo para cima, a partir do abrigo de medidor, preenchendo toda a tubulação com o produto até o(s) ponto(s) de consumo (fogão, aquecedor, etc) dentro da unidade.

O Vedante fica aproximadamente 30 minutos pressurizado na tubulação, tempo este necessário para que o produto possa penetrar nas roscas com vazamento e veda-las.

Após o tempo de pressurização, é feita a despressurização, a retirada do excesso de material e limpeza da tubulação, através da injeção de Pigs que são espumas em formas cilíndricas no diâmetro da tubulação existente.

Após a retirada do excesso da RESINA procederemos com a secagem da tubulação com a utilização de um exaustor de ar especifico para essa finalidade.

Por fim é feito um teste de estanqueidade final na tubulação e emitido o Termo de Responsabilidade, documento que a Comgas exige para fazer a liberação do gás.

Todo esse processo é feito em até 4 horas, possibilitando a religação do gás pela concessionária no mesmo dia de sua aplicação.

 

Alguns benefícios da recuperação pelo método não destrutivo:
Rápido: o serviço é feito em até 4 horas, podendo o gás ser religado no mesmo dia;
Seguro: método regulamentado pelas normas internacionais e Comgas;
Econômico: por ser um método não destrutivo o custo pode ser até 70% mais barato que a execução de uma tubulação nova.
Ecologicamente correto – O produto é a base de água, não agride o meio ambiente, os resíduos que ficam nos pigs e conexões utilizadas para aplicação da resina podem ser lavados em água corrente.

 

A MJ Instalações fez uma parceria com a empresa que detinha a tecnologia e realizou o treinamento de seus funcionários para a utilização da Técnica de Recuperação de Instalações de Gás por Método Não Destrutivo (vedação de vazamentos de gás através de aplicação de resinas).

Hoje, com reciclagens periódicas e sempre buscando novas tecnologias, é líder no mercado, sem existir no Brasil outra empresa com processo semelhante ao Método Não Destrutivo (resina). Somos devidamente aprovados pela maior distribuidora de gás: COMGÁS e comprovamos que, em São Paulo, apenas a MJ INSTALAÇÕES entrega uma tubulação pronta para uso em até 4 horas.

Teste-gás, Estanqueidade-gás, Laudo-gás, ACVB-gás, Vistoria-gás, Resina-gás, Manutenção-gás, Qualinstal-gás, Vazamento-gás, Emergência-gás, Instalação-gás